Connect with us

Economia

Namíbia torna-se principal fornecedor de ostras para a Rússia

Published

on

Com exportações de 337 toneladas em 2023, segundo dados da Agência Federal de Pesca Russa (Rosrybolovstvo), a Namíbia despontou como o principal fornecedor de ostras para a Rússia.

O país da África Austral foi responsável por 41% do volume total de ostras importadas na Rússia. Os fornecimentos de Marrocos representaram 23%, enquanto a China e os Emirados Árabes Unidos representaram 12% cada, de acordo com estatísticas divulgadas na passada segunda-feira e publicadas na imprensa russa.

Por sua vez, as exportações russas de peixe e marisco para África também têm vindo a crescer. De acordo com Rosrybolovstvo, a região do Extremo Oriente russo fornece arenque e cavala aos Camarões, Nigéria, Costa do Marfim, Burkina Faso, bem como sardinha à África do Sul para enlatamento.

Entretanto, a agência russa cita como entraves, “a falta de infra-estruturas adequadas no continente e os elevados direitos de importação de peixe, que atingiram 19%-21% em alguns países africanos”.

O presidente da Associação Russa da Indústria Pesqueira (VARPE), German Zverev, citado pelo site Afrinz.ru, avança que a Rússia pretende quadruplicar as suas exportações de marisco para África num futuro próximo, actualmente, situadas entre 70.000 e 100.000 toneladas.

“Este volume poderá crescer em mais 150 mil toneladas, ou cerca de 500 milhões de dólares por ano. No geral, as exportações russas de peixe para o continente deverão atingir 830 milhões de dólares por ano, quando as questões relacionadas com os elevados direitos de importação e as infra-estruturas forem resolvidas”, disse.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas