Connect with us

Sociedade

Munícipes do Lubango pedem demissão do Director Provincial da ENDE na Huíla

Published

on

As oscilações constantes da energia na cidade do Lubango levou a população, no último sábado, a sair à rua para protestar contra as recorrentes falhas no seu fornecimento na capital da Huíla.

O número considerável de cidadãos que afluíram às ruas do Lubango, gritando em uníssono, pedindo a exoneração imediata do Director Provincial da ENDE na Província da Huíla, de quem entendem, estar a ser, no seu ponto de vista, um péssimo dirigente do sector, a par do Director Provincial, exigiram também a exoneração do dirigente máximo do pelouro, o Ministro da Energia e Água, João Baptista Borges.

Afirmam os moradores do bairro Lucrécia, que a deficiente distribuição da energia eléctrica tem se constituído em problemas que tem estado a tirar o sono dos vários moradores da cidade do Lubango.

Desta dificuldade, disseram os moradores do bairro Lucrécia, os bairros mais pobres têm sido os mais prejudicados, enquanto que, os bairros de classe alta, têm sido sempre os privilegiados no fornecimento de energia sem restrições.

O problema da falha de energia que, além dos transtornos normais decorrentes dessa falha, como a deterioração de produtos de bens primeira necessidade nos frigoríficos, o permanente apaga-acende tem estado a a danificar electrodomésticos dos moradores que manifestaram-se neste sábado pedindo a demissão do ministro da Energia e Água e do Director da ENDE na Huíla.