Connect with us

Sociedade

Mulheres vítimas de violação em táxi identificam criminosos

Redação

Published

on

Duas mulheres, vítimas de roubo e violação sexual. conseguiram identificar a viatura dos dois cidadãos da República Democrática do Congo, detidos sob a acusação de assaltos mediante simulação do exercício da actividade de táxi.

De acordo com o comunicado do Serviço de Investigação Criminal (SIC), as duas cidadãs, solteiras, de 18 e 38 anos, alegaram ter reconhecido a viatura dos malfeitores, pois, no dia 08 de Dezembro de 2020, no período da noite, enquanto passageiras, foram vítimas destes, onde assaltaram os seus bens e em acto contínuo e sob ameaças com arma de fogo, submeteram-lhes a actos de violação sexual, no bairro da Sapú.

Referir que as cidadãs em causa ganharam coragem depois de se terem apercebido, por via dos órgãos de comunicação social, na sequência da apresentação pública do caso de roubo por simulação da actividade de serviço de táxi, que envolve os dois cidadãos detidos da RDC, onde estas identificaram a viatura de marca Toyota, modelo Corolla, cor cinzento, com a matrícula LD-01-80-AA, que era usada pelos meliantes.

O comunicado salienta ainda que até ao momento os malfeitores não revelaram o total de assaltos praticados, pelo que o SIC persiste “no apelo de que aqueles cidadãos que tenham sofrido este tipo de roubo no interior desta viatura, não hesitem em comparecer as instalações do edifício sede do SIC, para a devida formalização da queixa”.

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (23)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (83)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (15)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

© 2017 - 2020 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD