Connect with us

Mundo

Mulheres marcham pelo fim dos conflitos no leste da RDC

Published

on

Mulheres de todas as organizações realizaram uma marcha nas ruas de Kinshasa, na República Democrática do Congo, esta quarta-feira, para dizer “não à guerra” e exigir o fim das hostilidades no leste do país.

Por iniciativa da Ministra do Género, Família e Criança, milhares de mulheres de movimentos e associações de mulheres, do serviço público, saíram às ruas.

Todos manifestantes, vestidos de preto, gritavam slogans como “o Congo permanecerá um e indivisível. Chega de questões de mortes na RDC, parem a guerra, parem o genocídio, não à balcanização.”

A procissão destes manifestantes partiu no Boulevard du 30 Juin, onde as mulheres, dizem condenar a cumplicidade da comunidade internacional por se aliar aos seus opressores, disse a Ministra do Género, Família e Criança, Mireille Masangu Bibi Muloko.

Numa altura que, a situação de segurança continua tensa na cidade de Sake, os combates entre o movimento rebelde M23 e as FARDC foram relatados esta quarta-feira, desde a manhã, na cadeia de colinas com vista para a cidade de Shasha e Bweremana, no território de Masisi.

As FARDC ainda mantêm as suas posições enquanto os rebeldes se entrincheiraram nas colinas que rodeiam a cidade de Sake.

Exército sul-africano sofre primeira baixa no leste da RDC

Jornalista multimédia com quase 15 anos de carreira, como repórter, locutor e editor, tratando matérias de índole socioeconómico, cultural e político é o único jornalista angolano eleito entre os 100 “Heróis da Informação” do mundo, pela organização Repórteres Sem Fronteira. Licenciado em Direito, na especialidade Jurídico-Forense, foi ainda editor-chefe e Director Geral da Rádio Despertar.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *