Connect with us

Opinião

MPLA testa a máquina eleitoral para autarquias!?

Published

on

A realização das eleicões autáraquicas estão aprazadas para este ano,2020, conforme anunciou em Janeiro de 2018 na província de Benguela, o chefe do Estado e do executivo angolano, João Lourenço . Mas até aqui não há uma data específica para sua realização. Ao se concretizar  serão as primeiras eleições autárquicas na história do país, quarenta e cinco anos depois da independência, que se assinala a 11 de Novembro de 1975.

O MPLA na Huíla realizou este sabádo, 8 de Fevereiro,um acto político de massa, no Estádio da Nossa Senhora do Monte, na cidade do Lubango, capital da província da Huíla.

Como ficou-se a saber, a actividade visou saudar as reformas em curso no país sob egíde de João Lourenço, o novo presidente de Angola, saído das eleições gerais de 2017.

Como cidadão atento a política doméstica, entendo que o acto de massa realizado  neste sabádo na terra da mulher mumuíla traduz -se, igualmente, no começo do teste da máquina eleitoral do partido maioritário visando as eleições autárquicas.

O MPLA na Huíla tem um histórico de vitórias em pleitos eleitorais.

Desde 1992 que o país abandonou o sistema  de” partido único” e abraçou o “multipartidarismo” , fruto dos acordos de Bicessi, nunca perdeu eleições nesta parcela do território nacional.

Nas primeiras eleições legislativas de 1992, o MPLA na Huíla conquistou 4 dos cincos lugares atribuídos ao círculo eleitoral províncial, tendo perdido um lugar para  a UNITA, maior partido na oposição, na altura liderado pelo seu presidente fundador, Jonas Malheiro Savimbi.

Nos três últimos pleitos, isto é, em 2008,2012 e 2017, conquistou os cincos lugares.

Nenhum partido na pele do MPLA na Huíla querará “abrir mão” deste histórico de vitória. E, numa altura em que  os holofostes da agenda política nacional estão voltados para as autárquias, cujo ano “D” é este, o maioritário vai desdobrando-se em acções  que  visam testar sua máquina mobilizadora  para tão  esperada disputa eleitioral.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *