Connect with us

Eleições 2022

MPLA promete reduzir para 25% taxa de desemprego no país

Published

on

O Partido MPLA comprometeu-se hoje em reduzir para 25% a taxa de desemprego no país, actualmente situada 30,8%, caso vença as eleições de 24 de Agosto.

A garantia foi dada nesta sexta-feira, 12, pela secretária do Bereau Político para a Política Econémica do MPLA, Maria Idalina Valente, quando apresentava o programa de Governo do MPLA para 2022-2027 e Manifesto Eleitoral aos empresários do sector bancário.

Maria Idalina Valente disse que a visão do MPLA, para o período 2022-2027, é de assegurar o direito ao emprego digno e de qualidade, à qualificação profissional e o estimulo ao empreendedorismo, especialmente para a juventude.

Segundo a responsável, o partido que governa o país, “apostará seriamente”, nos próximos cinco anos, no Sistema Nacional de Formação Profissional, passando pela valorização das novas profissões e alteração de modelo de remuneração indexado às habilitações acadêmicas.

Para isso, de acordo com a Secretária do Bereau Político para a Política Económica do MPLA, o seu partido, propõem-se em reduzir, no mínimo, para 25%, a taxa de desemprego, contra actual de 30.8%.

Falando para os homens da Banca, Idalina Valenti deu aconhecer que o partido liderado por João Lourenço, vai promover, no próximo quinquénio, programas de estágios profissionais, para facilitar a inscrição dos jovens no mercado de trabalho.

“O MPLA quer continuar assegurar a dar diversificação econômica sustentável, incisiva e liderada pelo sector privado, apostando na gestão macroeconômica, financiamento da economia, produção de petróleo e gás, extração mineira, agricultura e pecuária, florestas, pesca e aquicultura, industria, Comércio e turismo”, disse.

Na gestão Macroeconômica o MPLA vai reduzir para até 60% do rácio da dívida em percentagem do PIB, em linha com a lei da sustentabilidade das finanças Públicas. Por outro lado, os camaradas querem assegurar, também, um crescimento real médio anual de pelo menos 3,5% para o PIB global, e 4,6% para o PIB.

Para o apoio ao empresariado nacional e financiamento da economia, Maria Idalina Valente, fez saber que na visão do MPLA para o período 2022-2027, é ter um empresariado local activa e dinamizador do crescimento econômico, capaz e fornecer bens e serviços, principalmente no ramo do agronegócio, bem como no ramo da construção.