Connect with us

Especial 11 de Novembro

MPLA encoraja João Lourenço a prosseguir reformas

Published

on

O Bureau Político do MPLA encorajou hoje, domingo, o Executivo angolano, liderado pelo Presidente João Lourenço, a prosseguir as transformações em curso no país, assentes numa base governativa eficaz e sensível aos problemas que afligem às populações

Numa declaração emitida por ocasião dos 44º aniversário da proclamação da independência nacional, a assinalar-se esta segunda-feira (11), o Bureau Político regozija-se com a aposta na boa governação e moralização da sociedade, na diversificação da economia e das fontes de receitas fiscais e de divisas, bem como no aumento da produção interna de bens e serviços e geração de empregos.

O partido maioritário do país, apoiando-se no lema das comemorações deste ano “ Unidos pelo desenvolvimento de Angola”, exorta ao empenho de todos os cidadãos na busca de soluções para superar a crise que assola o país, reconhecendo que o povo angolano tem sabido superar os obstáculos que vão surgindo ao longo do percurso histórico e revolucionário.

“Nesta data de jubilo e de reflexão pelo aniversário da maior conquista do povo angolano, o Bureau Político encoraja a todos os angolanos para que, com a mesma determinação e patriotismo com que vencemos a guerra, conquistamos a paz e a democracia, juntos marchemos rumo ao progresso social e ao desenvolvimento sustentável de Angola”, lê-se no documento.

A declaração refere que com a conquista da independência nacional (11 de Novembro de 1975), os angolanos escreveram uma das páginas mais brilhantes da sua história, realizando o sonho de liberdade dos melhores filhos de Angola.

O Bureau Político do MPLA saúda fraternalmente, em nome dos militantes, simpatizantes e amigos do Partido, todas as forças vivas do país e rende profunda homenagem a todos os valorosos combatentes da luta armada de libertação nacional, com realce para o fundador da nação angolana,António Agostinho Neto.

 

C/ angop

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas