Connect with us

Politica

“MPLA antecipa-se para conceber estratégias”, diz deputado sobre Congresso Extraordinário em Dezembro

Published

on

O MPLA vai continuar a apostar na materialização de políticas públicas focadas na realização do bem-estar das populações. A afirmação foi feita este sábado, 22, na província do Bié, pelo presidente do Grupo Parlamentar do partido, Joaquim António dos Reis Júnior.

O parlamentar falava num encontro com militantes, amigos e simpatizantes do partido, no âmbito das II Jornadas Parlamentares, que a capital do Bié acolhe de 22 a 28 de Junho.

Por sua vez, o politólogo Eurico Gonçalves espera que o Congresso Extraordinário dos Camaradas, aprazado para Dezembro, venha dar maior robustez ao partido, para inverter os magros resultados das últimas eleições.

Para o deputado Domingos Palanga, o MPLA antecipa-se para conceber estratégias que visam resolver algumas questões internas do partido face a conjuntura política do país.

E o jurista Daniel Pereira afirma que o Presidente João Lourenço, pode não estar satisfeito com o desempenho de alguns quadros seniores do MPLA, pelo que o congresso de Dezembro poderá implicar mexidas profundas.

Enquanto isso, o Secretário Nacional de Comunicação e Marketing Evaldo Evangelista disse, à Rádio Correio da Kianda que a pretensão da nova divisão de Luanda em duas províncias revela a falta de alinhamento por parte do MPLA com o dia-a-dia dos cidadãos.

Evaldo Evangelista, sustenta que, a melhor via de responder os problemas dos cidadãos é a implementação das autarquias.

Para o especialista em Gestão e Administração Pública Denílson Duro, a medida do MPLA dever-se à complexidade de gestão da capital, ou por ser a principal praça eleitoral.

De recordar que o Secretariado do Bureau Político do MPLA aprovou sexta-feira, a realização de um Congresso Extraordinário em Dezembro do corrente ano, quase um mês após a realização do IX Congresso Ordinário da JMPLA.

A decisão saiu da reunião do Secretariado do Bureau Político daquela formação política, que reuniu sob orientação do presidente do partido, João Lourenço.

Escute as declarações nos jornais da Rádio Correio da Kianda. 

Jornalista multimédia com quase 15 anos de carreira, como repórter, locutor e editor, tratando matérias de índole socioeconómico, cultural e político é o único jornalista angolano eleito entre os 100 “Heróis da Informação” do mundo, pela organização Repórteres Sem Fronteira. Licenciado em Direito, na especialidade Jurídico-Forense, foi ainda editor-chefe e Director Geral da Rádio Despertar.