Connect with us

Sociedade

Movimento Revolucionário organiza outra manifestação em Novembro

Published

on

Com os mesmos objectivos da manifestação do último sábado, o auto-denominado Movimento Revolucionário anunciou, na manhã desta quarta-feira, 28, em conferência de imprensa, o retorno às ruas de Luanda, no dia 11 de Novembro, para a realização de mais uma manifestação, a fim de reivindicarem melhores condições de vida, mais emprego e a realização das primeiras eleições autárquicas no país.

A ser promovida por activistas sociais, os organizadores reafirmaram, hoje, prosseguir com as suas reivindicações, como forma de pressionar o governo de João Lourenço, para que implemente políticas que visem a melhoria das vidas dos cidadãos, assim como a marcação da data das autárquicas.

De igual modo, os referidos promotores da manifestação, apelaram ao Governo a libertação incondicional dos cidadãos detidos na última manifestação que, dentre estes, fazem parte dirigentes da UNITA, assim como atribuíram culpa às autoridades, como sendo responsáveis do sucedido na última manifestação, onde, depois de ser impedida pela Polícia Nacional, ocorreu um confronto entre cidadãos e agentes da polícia que resultou na destruição de vários bens do Estado.

No entender dos organizadores, urge a necessidade do Presidente da República dialogar com as várias franjas ligadas à sociedade civil, por, no entender destes, serem os que conhecem as reais dificuldades dos cidadãos, que precisam ser transmitidas ao presidente.

O encontro entre o Presidente da República e o presidente do Conselho Nacional da Juventude, também mereceu reparo por parte dos jovens auto-denominados Movimento Revolucionário, que consideram Isaías Calunga, como não sendo a pessoa mais adequada para dialogar sobre as reivindicações da juventude.