Connect with us

Sociedade

Mototaxistas justificam protesto sábado: restrição feita pelo GPL “não caiu bem à classe”

Published

on

Os mototaxistas de Luanda anunciam para este sábado, 16, uma manifestação pacífica contra as restrições de circulação. A concentração está marcada para 10h, no cemitério de Santa Ana, prosseguindo em marcha até à sede do Governo Provincial de Luanda.

Segundo a nota que o Correio da Kianda teve acesso, na base da manifestação está a suspensão feita pelo GPL da circulação de mototáxis em algumas vias da capital angolana, o que “não caiu bem à classe”.

“Vamos sair às ruas para mostrar o nosso descontentamento”, disseram.

De acordo com o presidente da União de Mototaxistas de Angola, Augusto Mateus, o protesto foi promovido a pedido dos cerca de 300 associados, representados por esta associação,

Por outro lado a UMA considera infundadas, a justificação apresentada pelo GPL de que apenas sejam os motociclos e ciclomotores que são os maiores causadores dos acidentes que condicionam a sinistralidade rodoviária, com números que rondam em 134 mortos, num total de 778 acidentes de viação.

Por este facto, a associação pede ao Governo de Luanda que recue da decisão, tendo em conta a actual conjuntura sócio económica que o País vive, evitando assim consequências desastrosas.

Augusto Mateus sublinhou, no entanto, as intenções de manter boa relação com a direcção da AMOTRANG e disse que tentou que houvesse um posicionamento conjunto sobre a manifestação, mas que o presidente daquela associação se mostrou “indisponível”.

Lamentou também o facto de que a associação que dirige, não tem sido convidada para os encontros de esclarecimentos que o GPL tem promovido com outras entidades, como a AMOTRANG, “apesar de o Governo, da polícia e outras entidades terem conhecimento” da sua existência, e acusa a AMOTRANG de fazer pouco pela defesa dos mototaxistas.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *