Connect with us

Mundo

Motim em prisão no Brasil: 9 mortos, 14 feridos e 77 reclusos em fuga

Published

on

Nove pessoas morreram e outras 14 ficaram feridas este domingo durante um motim numa prisão na região metropolitana de Goiânia, capital do estado brasileiro de Goiás, anunciaram fontes oficiais.

Tudo aconteceu quando um grupo de presos em regime semiaberto invadiu um pavilhão do complexo prisional da Aparecida de Goiânia, onde se encontravam reclusos de um grupo rival, e incendiaram algumas instalações, tendo sido necessário chamar os bombeiros, de acordo com as mesmas fontes.

Dos 106 fugitivos, a polícia assegura ter recapturado 29. Assim sendo, 77 reclusos continuam em parte incerta.

Familiares dos presos juntaram-se à porta da prisão para tentar obter informações sobre o que tinha acontecido e alguns deles chegaram a ser avisados por mensagem da morte de reclusos, segundo relataram os meios de comunicação locais.

O pavilhão do complexo prisional da Aparecida de Goiânia, construído para albergar 122 detidos, tinha atualmente 423. Fonte de uma associação de defesa dos reclusos disse ao jornal “Folha de São Paulo” que no momento do incidente estariam de serviço apenas cinco guardas para cerca de 900 reclusos.

O Brasil viveu em janeiro de 2017 um dos episódios mais trágicos da sua história prisional com homicídios em prisões dos Estados do Amazonas, Roraima e Rio Grande do Norte, que provocaram mais de 130 mortes.

O pior massacre teve lugar há exatamente um ano no complexo prisional Anísio Jobim, na cidade amazónica de Manaus, onde 56 presos morreram numa luta entre fações rivais, o que demonstrou a grande influência que têm no interior das prisões e evidenciaram a insegurança, sobrelotação e más condições do sistema penitenciário brasileiro.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *