Connect with us

Sociedade

Morreu o jornalista Paulo da Mata vítima de Covid-19

Published

on

O jornalista Paulo da Mata morreu, hoje, vítima de Covid-19. O profissional era uma das vozes do programa “Conversas com Vagar”, da Rádio MFM.

Nas redes sociais, inúmeras são as mensagens de despedida de amigos e ouvintes do seu programa:

“Que triste. Um jornalista excelente e acima de tudo um homem de princípios. Um abraço solidário à família”.

O seu último “Conversas com Vagar” anunciado teve como tema central “Atenção primária de saúde no contexto da Covid-19″, doença que por ironia, acabou por tirar-lhe a vida.

“Meu amigo, até parece que estavas a querer despedir-te fazendo uma chamada de atenção sobre a nossa saúde”, escreveu uma internauta.

O ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, Manuel Homem, manifestou consternação pela morte do jornalista: “de trato fácil, representando uma geração de jornalistas intrépidos que, motivados pelo amor à camisola, deu uma nova dinâmica na realização e condução de programas, na RNA”, lê-se na nota divulgada pela Angop.

Paulo Alexandre Cordeiro da Mata, ingressou na RNA aos 29 de Abril de 1995, admitido como jornalista colaborador no Departamento de Realização. Foi chefe de secção do Bloco da Madrugada, tendo-se destacado como realizador e comunicador.

Paulo da Mata notabilizou-se no Programa “Conversas com Vagar”, na rádio MFM, transmitindo a sua experiência e vivência nesse espaço de opinião.

De acordo com o balanço das últimas 24h feito pelas autoridades sanitárias, Angola contabilizou três mortes e 33 pessoas infectadas com a Covid-19.

Segundo a ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, os três óbitos são de pacientes que se encontravam em estado crítico, dois no Hospital de Campanha da Zona Económica Especial, e um no Hospital Militar, todos em Luanda.

Covid-19 em Angola

812 infectados
33 óbitos
226 recuperados
528 activos

Continue Reading
1 Comment

1 Comment

  1. Djavan da Mata

    17/09/2020 at 5:44 pm

    mentira o meu pai morreu de infecao pulmonar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *