Connect with us

Luto

Morreu o General Abreu Kamorteiro

Published

on

Morreu, na madrugada desta segunda-feira, 28, vítima de doença, o Chefe do Estado Maior General Adjunto para Área Operacional de Desenvolvimento das Forças Armadas Angolanas, o General Abreu Muengo Ukuatchitembo “Kamorteiro”, no hospital militar de Luanda. Soube, o Correio da Kianda.

“Kamorteiro” é o nome de guerra do General Abreu Muengo Ukwachitembo, que em língua nacional umbundu significa pequeno morteiro. É um nome de guerra atribuído a si por ser um dos melhores especialistas de artilharia terrestre na extinta FALA, braço militar da UNITA.

“Kamorteiro”, que foi nascido em 1959, na província do Bié, desempenhou o cargo de responsável máximo do alto comando das Forças Armadas de Libertação de Angola (FALA), então militares da UNITA, chefe de Estado Maior destas forças até à assinatura dos acordos de paz. Após a assinatura do Memorando de Entendimento Complementar ao Protocolo de Lusaka, em Luanda, já enquadrado nas Forças Armadas Angolanas, com cargo de chefia, dedicou-se a terminar os seus estudos, tendo efectuado uma licenciatura em História, e posteriormente fez o mestrado em História de Angola no ISCED.

Abreu Muengo Ukwachitembo “Kamorteiro”, até então Vice-chefe do Estado Maior General para Logística e Infra-estruturas das Forças Armadas Angolanas, foi um dos co-signatários dos acordos de paz para Angola, rubricados a 4 de Abril de 2002 entre o Governo e a UNITA, ao lado do general Armando da Cruz Neto, então chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas (FAA).