Connect with us

Mundo

Morreu Luc Montagnier, cientista que descobriu o vírus da Sida

Published

on

Morreu hoje, aos 89 anos, Luc Montagnier, o cientista francês que descobriu o vírus da Sida (HIV) que foi Prémio Nobel da Medicina em 2008, esta terça-feira aos 89 anos.

Montagnier nasceu a 18 de agosto de 1932 em Chabris, Indre.

Em 1955 foi nomeado assistente na Faculdade de Ciências de Paris, antes de focar a sua pesquisa nos vírus animais, especialmente aqueles que são baseados em RNA e nas ligações que podem existir entre esses vírus e processos cancerígenos.

Em 1972 criou a unidade de oncologia viral no departamento de virologia do Institut Pasteur, em Paris.

Foi juntamente com os seus colaboradores Jean-Claude Chermann e Françoise Barré-Sinoussi que em 1983 descobriu o vírus da Sida (HIV). Deixou esse departamento em 1997, aos 65 anos, para ser professor e diretor do centro de biologia molecular e celular do Queens College, em Nova Iorque.

Em 2008, Montagnier e os seus colaboradores foram consagrados com o Prémio Nobel da Medicina, pelo seu trabalho sobre o HIV.

Nos últimos anos de vida, tomou algumas posições polémicas, relacionadas com a covid-19, algo que despertou mesmo denúncias públicas da parte dos seus colegas.

 

C/ DN

Colunistas