Connect with us

Mundo

Morreu antigo presidente do Pasquistão Pervez Musharraf 

Published

on

Pervez Musharraf, antigo presidente do Paquistão, morreu este domingo, 5, no Dubai, de acordo com um comunicado de imprensa do Exército local, dizendo que os militares do Paquistão “expressam sinceras condolências pela morte do general Pervez Musharraf”: “Que Alá abençoe a alma do defunto e dê força à família enlutada”.

Pervez Musharraf assumiu o controlo total do Paquistão em 1999, após um golpe de Estado, até renunciar à Presidência do país, na sequência de um processo de destituição lançado pela oposição. Foi chefe do Executivo entre Outubro de 1999 e novembro de 2002, período em que também foi ministro da Defesa, durante a presidência de Muhammad Rafiq Tarar, noticia o Observador.

Foi também chefe do Comité do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas durante três anos, desde Outubro de 1998. Por essa altura, foi igualmente Chefe do Estado-Maior do Exército, cargo que manteve até 2007. No ano seguinte, em entrevista, George W. Bush, então Presidente dos Estados Unidos, considerou Pervez Musharraf um “aliado” no combate ao terrorismo.

O período em que Pervez Musharraf foi presidente do Paquistão e simultaneamente Estado-Maior do Exército coincide com o estado de emergência que declarou nos primeiros dias de Novembro de 2007 e meados do mês seguinte. Vinte e cinco dias depois de a Constituição paquistanesa ter sido suspensa, e sob a ameaça de um impeachment, Pervez Musharraf retirou-se.

À época, o então presidente do Paquistão disse que decidiu declarar o estado de emergência porque “o sistema governamental do país estava paralisado pela interferência judicial” e porque havia um “choque entre as instituições governamentais e o sistema judicial”. Em causa, estava a investigação que o Supremo Tribunal estava a conduzir sobre a validade da sua reeleição.