Connect with us

Sociedade

Taxistas reunidos de urgência em Viana

Published

on

O Conselho Nacional da Associação dos Taxistas de Angola (ANATA) está, desde as primeiras horas desta terça-feira,  6, reunido com os seus associados, para analisar a situação do atraso na entrega dos cartões de subvenção da gasolina, por parte do Governo, o que, segundo alegam, tem estado a dificultar no cumprimento cabal dos  valores a ser entregue no final do dia ao proprietário da viatura. 

Entretanto, segundo apurou o Correio da Kianda junto de alguns membros da ANATA, num universo de cinquenta mil taxistas, apenas 300 receberam os referidos cartões de subvenção, que está a criar, desde a subida da gasolina, uma certa animosidade por parte dos taxistas em Luanda.

Continue Reading
2 Comments

2 Comments

  1. Muana Etu

    07/06/2023 at 7:11 am

    Estamos a voltar no tempo dos ” cartões de abastecimento que estavam em vigência no tempo do Comunismo em Angola? Deixar de subsidiar os combustíveis tem a haver com a questão de valorização da nossa moeda kwanzas. Se 150 kwanzas passar a valer 3 dólares ou seja o dólar americano valer 30 kwanzas como era no tempo do Zédu, tudo ficaria resolvido com as exigências do Fundo Monetário de deixar subsidiar os combustíveis. Angola sendo a terceira maior economia em África com muitos recursos petrolíferos, diamantíferos e grande quantidade de ouros e outras riquezas, pode muito bem, canalizar estás riquezas todas para o bem do povo e o povo ter um salário condigno, em que a moeda nacional kwanzas fica valorizada como antes.

    • Afonso Paciência

      07/06/2023 at 9:26 pm

      Este populismo é mesmo de quem não entende o mínimo de economia mas tem apenas o poder como meta a qualquer custo.
      As reformas neste país ainda estão no início.
      Temos de aprender a trabalhar para criar riqueza para todos e deixar o iguísmo dos de cima e dos de baixo e apoiar as medidas, ainda que “impopulares”, mas elas necessárias para que se criem as condições necessárias para que surjam mais empresas que vão trazer mais postos de trabalho. E por via do empreho.se combata de facto a pobreza.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *