Connect with us

Sociedade

Moradores do prédio “Treme-Treme” começam a ser realojados

Published

on

O processo de transferência dos 205 moradores do prédio da Siccal conhecido por “Treme-treme”, no distrito urbano da Ingombota, em Luanda, começou hoje, sexta-feira, de forma pacifica.

Das mais 200 famílias, 55 serão realojadas na Urbanização do Cazenga, enquanto outras 150 serão instaladas na Centralidade do Quilometro 44, no município de Icolo e Bengo.

O director nacional da Habitação, Adriano da Silva, que acompanha o processo, afirmou que estão criadas as condições para o inicio do processo de realojamento, programado para um período de três dias (sexta-feira, sábado e domingo).

 “ Nos dois locais estão criadas as condições infra-estruturais e de habitabilidade para todas as famílias abrangidas ”, sublinhou.

O responsável afirmou que o realojamento é irreversível, devido ao estado de degradação do edifício, sem condições de habitabilidade, por isso não adianta a tentativa da inviabilização do processo, por parte de alguns moradores.

Os móveis estão a ser transportados, gratuitamente,  por  dez camiões, enquanto as famílias em cinco autocarros.

O processo esta ser apoiado pelas autoridades administrativas da Ingombota, fiscalização, bombeiros e Polícia Nacional.

Entretanto,  alguns moradores tentam condicionar a saída do “ Treme treme”, devido à distância que separa as duas localidades ao centro da cidade.

O morador Francisco dos Santos justificou a sua insatisfação pelo facto dos seus filhos estarem a frequentar a escola na baixa da cidade, local onde também trabalha.

 Por sua vez, Avelina Coimbra moradora no edifício há mais de 25 anos, confirma a degradação continua do prédio e disse estar ansiosa em começar uma nova vida  numa habitação com mais dignidade.

Localizado nas proximidades do Largo de Amizade Angola Cuba ( ex-Baleizão), Rua Rainha Ginga, o edifico de 17 andares foi construído a 48 anos e é pertença do grupo Siccal.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *