Connect with us

Sociedade

Moradores do edifício 1 do Prenda protestam na próxima quarta-feira

Published

on

A Comissão de Moradores do edifício 1 dos lotes do Prenda recusou a solução apresentada pela Administração Municipal de Luanda para acolher as famílias que foram afastadas de suas residências há quase um mês, por precaução, após o abanão ocorrido no prédio em Abril, tendo marcado uma vigília de protesto para a quarta-feira, 17.

A Administração Municipal de Luanda encontrou como solução realojar as famílias no projecto “Mayé-Mayé”, arredores da Centralidade do Sequele, Luanda, proposta rejeitada pelos moradores por considerarem que o local está reservado para “pessoas desalojadas em zonas de risco e periféricas e também pela baixa qualidade do meio social”, reclamam.

A degradação acelerada e corrosão intensa das armaduras, que comprometem a estabilidade do edifício levou a desocupação imediata do edifício 1 dos lotes do Prenda, estando os moradores desde então, em casas de familiares.

“Tratando-se de processos intempestivos, a Administração Municipal de Luanda apela ao bom senso dos moradores do edifício, para que se efective a solução emergencial encontrada”, lê-se num comunicado publicado pela Administração de Luanda.