Connect with us

Economia

Ministro quer urgência nas obras da Refinaria do Lobito

Published

on

O ministro dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, Diamantino Azevedo, manifestou o desejo d ver o prazo das obras de construção da Refinaria do Lobito, quando, na sexta-feira, visitou ao local dos trabalhos, à margem da participação no 7º Conselho Consultivo do pelouro realizado em Benguela, na quinta e sexta-feira passadas.

Acompanhado do governador de Benguela, Luís Nunes, o ministro também solicitou urgência numa revisão  que vai levar à conclusão do sistema de abastecimento de água da Refinaria, em orientações proferidas enquanto percorria os trabalhos de infra-estrutura já concluídos, de acordo com informação ontem disponibilizada pela Sonangol.

Isso inclui uma estrada de carga ultrapesada por onde serão transportadas as unidades de refinação pré-fabricadas que farão parte do futuro aparelho refinador e outras acções em curso no terreno.

Antes, o ministro recebeu explicações sobre as principais actividades pré-EPC (engenharia, aquisições e construção) em curso, como a manutenção do nível da profundidade do canal de aproximação para atracação dos navios no futuro terminal marítimo já construído,  construção e montagem das instalações de superfície conhecidas como top sides e  reabilitação do centro de informação.

As operações de pré-EPC incluem a conclusão dos trabalhos da preparação do terreno, ou  terracing, onde será construído o aparelho refinador, das guaritas de segurança e do muro de vedação periférica, assim como a asfaltagem da estrada de apoio.

A Sonangol declarou, recentemente, ter recebido autorização governamental para voltar a contratar a Odebrecht Engenharia e Construção Internacional (OECI) para operações de manutenção e outros trabalhos preliminares nas obras da Refinaria do Lobito, ao mesmo tempo que prevê novo procedimento para a selecção de parceiros para a empreitada.

A companhia decidiu assumir integralmente esta fase da edificação da unidade petroquímica, depois de os parceiros seleccionados por concurso público se terem retirado do projecto.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Colunistas