Connect with us

Politica

Ministro dos Transportes visita obras do Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro 90 dias depois do seu arranque

Published

on

O ministro dos Transportes, Ricardo D’Abreu, visitou na manhã desta sexta-feira, as obras de ampliação no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro para avaliar o grau de execução das obras que deverão estar concluídas em Dezembro.

Com as referidas obras, o executivo pretende melhorar as actividades naquele recinto aeroportuário, prevendo benefícios para os passageiros e também para as empresas prestadoras de serviço, e permitir o descongestionamento dos espaços de atendimento público em períodos de registram um crescimento significativo da procura pelos serviços.

O Ministro Ricardo D’Abreu aproveitou a visita para abordar com a Sociedade Gestora de Aeroportos (SGA) o processo de certificação em curso.

Acompanhado pelos membros dos Conselhos de Administração da Sociedade Gestora de Aeroportos (SGA) e Empresa Nacional de Navegação Aérea (ENNA), Ricardo D’Abreu percorreu diversas áreas do Aeroporto, guiado pelo presidente da Comissão Executiva da SGA Nataniel Domingos, de quem recebeu explicações detalhadas.

A visita teve início no terminal de carga do AIL (Teca 1), onde decorrem obras de reabilitação e fusão de armazéns, incluindo pavimentos, coberturas e redes técnicas. Na visita foi possível constatar que um dos quatro armazéns beneficiados pelas obras já está concluído.

O terminal Teca 1 foi alvo de ampliação na sua área de armazenamento (estucagem), requalificação dos pavimentos em betão hidráulico, instalação elétrica, revisão da cobertura e instalação de ventiladores.

No Quartel dos Bombeiros Aeroportuários, um importante instrumento no quadro da segurança aeroportuária, o ministro visitou as obras de remodelação que abrange a área de serviços (gabinetes, piquete, ampliação do armazém e oficinas) e da área de lazer (camaratas, casas de banho e ginásio), incluindo a impermeabilização das coberturas.

As obras nas instalações internas e zona externas dos bombeiros abrange também a facilitação de manobras de modernas viaturas e equipamentos configurados para a extinção de incêndios. O pavimento foi reconstruído em betão hidráulico numa área de aproximadamente 963 metros quadrados para facilitar e permitir uma rápida intervenção em caso de sinistralidade na área de movimento.

A comitiva percorreu a pista 25/07 onde decorrem trabalhos de reforço do pavimento, tratamento, selagem de fissuras e juntas. e reperfilamento com aplicação de uma nova camada de desgaste na pista e bermas com 2500×45 metros.

A intervenção na pista poderá garantir maior segurança na operação de descolagem, aterragem e de rolagem de aeronaves e eliminar as inconformidades até então existentes.

Para além dos trabalhos de pavimentação e de trabalhos de substituição de toda a balizagem simples para voos noturnos, a pista 25/07 é beneficiária da construção de um prolongamento de paragem e da área de segurança de na cabeceira 25.

Em relação aos aspectos de conformação das faixas de segurança, a empreitada vai incluir intervenções no caminho de circulação bravo, bem como da sua sinalização horizontal, vertical, diurna e noturna da área de manobra.

O governante percorreu ainda outras áreas do Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, como as dos perímetros considerados vulneráveis onde havia vedação em rede e que estão a ser substituídas por alvenaria complementada com arame anti-intrusão, com vista a garantir maior segurança aeroportuária, pois vai inibir a intrusão de elementos estranho ao recinto aeroportuário.

Segurança e controlo

O Controlo de segurança do perímetro aeroportuário, o lado ar e terra e as instalações da aero gare, passam a ser feitos através de circuito fechado de televisão (CCTV). Na visita a futura sala de Controlo Operacional do Aeroporto (CCO) constatou as obras e a instalação de novos equipamentos mais modernos e fiáveis que permitirão que seja feita a respectiva monitorização, reduzindo a necessidade de excessiva participação humana nos procedimentos de segurança aeroportuária e assegurar mais conforto para os passageiros.