Connect with us

Politica

Ministro do Interior exorta nomeados a cerrarem fileiras contra corrupção e criminalidade

Published

on

O ministro do Interior, Eugénio César Laborinho, exortou os oficiais comissários da Polícia Nacional e do Serviço de Investigação Criminal, a cerrarem fileiras no que ao combate à corrupção, nepotismo e outras práticas nefastas dizem respeito.

O dirigente teceu tais considerações, hoje, em Luanda, durante o acto de tomada de posse e imposição de patentes aos oficiais comissários nomeados e promovidos pelo Presidente da República e Comandante-em-Chefe das Forças Armadas Angolanas, João Manuel Gonçalves Lourenço.

Referiu que é preciso observar, com todo o rigor, os princípios basilares da administração pública e, com isso, corresponderem a confiança depositada pelos titulares dos órgãos executivos directos. O ministro reafirmou, de igual modo, que a luta contra a corrupção em Angola já é um facto, e o Executivo angolano, ao mais alto nível, tem estado a alertar sobre este desafio.

Portanto, salientou, cabe aos responsáveis ora empossados, e não só, unirem fileiras em torno desse desiderato. “É necessário que se imprima novas estratégias que contribuam para o controlo da criminalidade, contando, sempre, com o apoio dos demais órgãos que intervêm na segurança pública do país, pois, antes prevenir do que emendar”, afirmou Eugénio Laborinho.

Recorde-se que, por despacho presidencial foram nomeados os seguintes oficiais comissários:

1. Comissário Chefe – Margarida de Jesus da Trindade Jordão de Barros, para o cargo de Conselheira do Ministro do interior;
2. Comissário — Caetano Manuel da Conceição Quiar, para o cargo de Director de Segurança Institucional do Ministério do Interior;
3. Comissário – José Paulino Cunha da Silva, para o cargo de Inspector-geral do Ministério do Interior;
4. Comissário – Sebastião Manuel Adio, para o cargo de Conselheiro do Ministro do Interior;
5. Subcomissário – Armando Pedro Bernardo, para o cargo de Director Adjunto de Planeamento e Finanças do Ministério do Interior;
6. Subcomissário – Celso Espírito Santos João Binda para o cargo de 2° Comandante Provincial de Malanje da Policia Nacional;
7. Subcomissário – Domingos da Costa Fernandes, para o cargo de 2° Comandante Provincial do Moxico da Policia Nacional:
8. Subcomissário – João António Vumbi, para o cargo de Director Adjunto da Academia de Policia da Policia Nacional;
9. Subcomissário – Manuel Olímpio da Silva, para o cargo de Conselheiro do Ministro do Interior.

Oficiais Comissários de Investigação Criminal nomeados:

1. Comissário de Investigação Criminal – Soares Sallas, para o cargo de Conselheiro Principal do Director Geral do Serviço de Investigação Criminal;
2. Comissário de Investigação Criminal – José Fernandes, para o cargo de Conselheiro Principal do Director Geral do Serviço de Investigação Criminal;
3. Comissário de Investigação Criminal – Soares Sallas, para o cargo de Conselheiro do Director Geral do Serviço de Investigação Criminal;
4. Subcomissário de Investigação Criminal – Américo Francisco Camilo, para o cargo de Conselheiro do Director Geral do Serviço de Investigação Criminal;
5. Subcomissário de Investigação Criminal – Fernando José André, para o cargo de Conselheiro do Director Geral do Serviço de Investigação Criminal;
6. Subcomissário de Investigação Criminal – Oliveira da Silva António de Almeida, para o cargo de Conselheiro do Director Geral do Serviço de Investigação Criminal;
7. Subcomissário de Investigação Criminal – Arcílio Frederico Cassoma, para o cargo de Conselheiro do Director Geral do Serviço de Investigação Criminal;
8. Subcomissário de Investigação Criminal – António Manuel Bragança, para o cargo de Conselheiro do Director Geral do Serviço de Investigação Criminal;
9. Subcomissário de Investigação Criminal – João Joaquim Borges, para o cargo de Conselheiro do Director Geral do Serviço de Investigação Criminal;
10. Subcomissário de Investigação Criminal – Afonso Ganga José, para o cargo de Conselheiro Principal do Director Geral do Serviço de Investigação Criminal do Ministério do interior.

São nomeados os Oficiais Comissários de Investigação Criminal abaixo indicados:

1. Comissário de Investigação Criminal – António Job de Almeida, para o cargo de Conselheiro do Director Geral do Serviço de Investigação Criminal;
2. Comissário de Investigação Criminal António Pedro Amaro Neto, para o cargo de Director de Investigação de Acidentes do Serviço de Investigação Criminal;
3. Subcomissário de Investigação Criminal – VidaI João Sermão, para o cargo de Director de Combate aos Crimes Económicos e Contra a Saúde Pública do Serviço de Investigação Criminal;
4. Subcomissário de Investigação Criminal – Mário João de Almeida, para o cargo de Director da Unidade de Investigação Tecnológica do Serviço de Investigação Criminal do Ministério do interior;
5. Subcomissário de Investigação Criminal – Manuel Edmundo da Costa Feio, para o cargo de Chefe de Departamento de Segurança Institucional do Serviço de Investigação Criminal.

São nomeados os Oficiais Comissários de Investigação Criminal abaixo indicados:

1. Subcomissário de Investigação Criminal – Manuel Frederico Constantino, para o cargo de Director Provincial do Serviço de investigação Criminal da Delegação do Ministério do Interior de Benguela;
2. Subcomissário de Investigação Criminal – José Vunge, para o cargo de Director Provincial do Serviço de Investigação da Delegação do Ministério do Interior do Cuanza- Norte;
3. Subcomissário de Investigação Criminal – Américo Naval Prazeres Hugo, para o cargo dc Director Provincial do Serviço de Investigação Criminal da Delegação do Ministério do Interior do Huambo;
4. Subcomissário de Investigação Criminal – Caca Wamatende, para o cargo de Director Provincial do Serviço de Investigação Criminal da Delegação do Ministério do Interior do Cunene;
5. Subcomissário de investigação Criminal – Armando Joaquim Vieira, para o cargo de Director Provincial do Serviço de Investigação Criminal da Delegação do Ministério do Interior do Bengo.

De salientar que, testemunharam o acto os secretários de Estado do Interior, o comandante geral da Polícia Nacional, o director geral do SIC e membros do conselho consultivo do MININT.