Connect with us

Politica

Ministro denuncia “mão invisível” nos actos de vandalização de bens públicos

Published

on

O ministro de Estado e Chefe da Casa Militar do Presidente da República denunciou, no último sábado, a existência de uma mão invisível nos actos de vandalização de bens públicos que se registam nos últimos dias.

Francisco Furtado considerou como acto de “terrorismo” a vandalização de torres de transporte de electricidade de alta tensão, afectas às linhas Lucala-Viana, Kapari-Catete, ocorrida recentemente, e garante que “as autoridades serão implacáveis a esses actos”.

Segundo a ENDE, de Janeiro a Novembro, já foram furtadas mais de 52 torres de alta tensão. De acordo com a empresa, as torres de alta tensão de electricidade de 400 Kv que transporta energia eléctrica de Cambambe à estação de Viana em Luanda, estão a ser vandalizadas. A mais recente é do KM 36, onde uma torre foi desmontada, por indivíduos ainda desconhecidos.

A 25 de Outubro passado, um total de 15 torres de alta tensão foram vandalizadas na Funda e em menos de um mês foi vandalizada mais uma torre em Viana.

Formado em radiojornalismo, com passagem por órgãos de comunicação social públicos e privados. Possui formação internacional em Comunicação e Multimedia. Estudante do curso superior de Gestão/Comunicação e Marketing.

Continue Reading
1 Comment

1 Comment

  1. danguelengundja

    13/11/2023 at 10:20 am

    pena de morte aos que vandalizam, vendedores e compadores. assim se terminara com tudo isso

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas