Connect with us

Desporto

Ministério Público espanhol apresenta denúncia contra Rubiales por agressão sexual

Published

on

O Ministério Público espanhol apresentou hoje no Tribunal Nacional local uma denúncia contra Luís Rubiales, presidente suspenso da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), solicitando uma investigação pelos crimes de agressão sexual e coerção.

Em causa está o beijo na boca que Luís Rubiales deu à jogadora Jenni Hermoso, após o final do campeonato do Mundo feminino de futebol, que a Espanha conquistou com uma vitória frente a Inglaterra (1-0), em 20 de agosto, em Sydney, na Austrália.

O Ministério Público considera que esta ação de Luís Rubiales não foi consensual e, portanto, pode constituir um crime de agressão sexual e outro de coerção sobre Jenni Hermoso, e por isso pede ao Tribunal que abra um processo contra o dirigente.

A posição do Ministério Público contra Luís Rubiales surge depois de Jenni Hermoso ter formalizado uma denúncia na Procuradoria-Geral do Estado. A jogadora, ao contrario do que afirma o dirigente, garante que o beijo não foi consentido.

Antes do incidente do beijo, na bancada do estádio, Rubiales tinha tocado os próprios genitais para celebrar a vitória espanhola.

Os dois comportamentos valeram-lhe queixas do governo de Espanha ao Tribunal Administrativo do Desporto, que decidiu abrir um processo disciplinar a Rubiales, e a suspensão da FIFA do cargo de presidente da RFEF, durante 90 dias.

Formado em radiojornalismo, com passagem por órgãos de comunicação social públicos e privados. Possui formação internacional em Comunicação e Multimedia. Estudante do curso superior de Gestão/Comunicação e Marketing.