Connect with us

Politica

Ministério da Saúde promete “ser implacável” contra negligências médicas

Published

on

Continuam as reacções em volta da morte do jovem à porta do Hospital Américo Boavida,  por suposta negligencia médica, na última terça-feira, 19. Depois do comunicado do Comité Provincial do MPLA esta sexta-feira, 22, o Ministério da Saúde (MINSA) advertiu que será implacável contra todos os actos médicos que violem a ética e deontologia profissional.

O Secretário de Estado disse hoje durante um encontro com os funcionários do referido hospital, que a actuação dos profissionais de Saúde deve ser alicerçada com base nos pilares éticos, deontológicos e humanistas.

Segundo Pinto de Sousa, as sanções para os que não cumprem com o Código de Ética serão pesadas, como a possível retirada da cédula profissional.

“As sanções para os que não cumprem com o juramento feito estão espelhadas no Código de Ética e vão desde a admoestação até a retirada da cédula profissional”, disse.

Em relação ao caso do jovem que perdeu a vida na porta do Hospital Américo Boavida, esclareceu que o inquérito prossegue para se apurar o que aconteceu de concreto e, tão logo termine, o MINSA tornará público.

De lembrar que um jovem perdeu a vida na porta daquela unidade de saúde, no dia 19 de Setembro, por alegada negligência médica, caso que viralizou nas redes sociais através de um vídeo.

Segundo a mãe do malogrado, o seu filho começou a fazer febres repentinamente, o que fez com que fosse socorrido pelos vizinhos até ao hospital onde acabou por falecer sem ser assistido.

Colunistas