Conecte-se agora

País

Ministério da Saúde anuncia abertura de um novo concurso público

Redação

Publicados

on

- Silvia Lutucuta - Ministério da Saúde anuncia abertura de um novo concurso público

O Ministério da Saúde de Angola anunciou a abertura de um novo concurso público para a admissão de quadros e de pessoal auxiliar para o sector.

Este será o segundo concurso na Saúde em menos de um ano, o que leva os deputados da oposiçãoa lembrar ao Governo que muitos candidatos aprovados no concurso do ano passado ainda não foram enquadrados por alegadas “razões burocráticas e administrativas” do Ministério.

O médico e deputado Maurilio Luyele, da UNITA, disse que o Parlamento aprovou um orçamento correspondente que se bem aplicado vai evitar que os erros do passado voltem a ocorrer.

Luyele considera que muitos governos locais não criam incentivos para manter os quadros provenientes de outras regiões, o que desencoraja muitos profissionais.

Por seu turno, o deputado Manuel Fernandes, da CASA-CE, considera que o país carece de profissionais para a saúde, mas que precisa criar condições para que muitos profissionais não prefiram trabalhar em Luanda, onde as condições de trabalho são relativamente melhores.

Manuel Fernandes declarou que também os governos provinciais não dão incentivos aos quadros locais, muitos deles com experiência comprovada.

A ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, assegurou na última semana que além dos profissionais aprovados no concurso público no final do ano passado, o sector poderá contar com mais 5.463 profissionais de saúde para serem admitidos este ano.

Lutucuta acrescentou que o Ministériopretende aumentar os recursos humanos, agregando neste recrutamento médicos, enfermeiros, técnicos de diagnóstico e pessoal de apoio, que serão colocados nos municípios sendo que na carreira médica serão recrutados 2.258, cerca de 1.300 enfermeiros,800 no sector de diagnóstico 800 e 500 para o apoio hospitalar.

Angola, segundo a ministra, possui apenas cerca de 6.700 médicos e, destes, 2.258 estão no desemprego, sem vínculo como Ministério.

 

 

C/ VOA

Continue Lendo
Publicidade
1 Comentário

1 Comentário

  1. Avatar

    ERASMO GUEP

    11/06/2019 às 6:07 am

    Algumas províncias já receberam os documentos dos aprurados e aptos assim Benguela sem nenhum sinal a que se deve? DEPENDE DO GIVERNADOR MAS NADA SE DIZ A RESPEITO E OS CANDIDATOS ESTÃO AFLITOS…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Colunistas

Ana Margoso
Ana Margoso (14)

Jornalista

António Sacuvaia
António Sacuvaia (239)

Editor

Diavita Alexandre Jorge
Diavita Alexandre Jorge (12)

Politologo

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (13)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Lazarino Poulson
Lazarino Poulson (1)

Jurista e Especialista em Direito Administrativo

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (14)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (60)

Jornalista

Victor Hugo Mendes
Victor Hugo Mendes (9)

Jornalista e Escritor

Walter Ferreira
Walter Ferreira (7)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação