Conecte-se agora

Desporto

Miller Gomes sondado para director técnico da Federação Angolana de Futebol

Redação

Publicados

on

- Miller Gomes - Miller Gomes sondado para director técnico da Federação Angolana de Futebol

O técnico Miller Gomes pode ser indicado, nos próximos dias, para assumir as funções de director – técnico da Federação Angolana de Futebol (FAF), soube o Jornal dos Desportos de uma fonte próxima do departamento das selecções nacionais.

Segundo o Jornal dos Desporto, Miler Gomes,  está a ser sondado pela direcção encabeçada por Artur Almeida, para preencher a vaga que no passado foi ocupada por Raúl Chipenda, actualmente, director de desenvolvimento técnico da CAF.

De algum tempo à esta parte, a FAF está a ser pressionada pela CAF e a FIFA, no sentido de indicar um director – técnico, a quem seja incumbida a missão de comunicar com os órgãos responsáveis pela gestão da modalidade, com mais incidência para a execução de trabalhos de estudos, planificação e desenvolvimento do futebol nacional.

Pode estar a influenciar na escolha de Miller Gomes, o facto do actual quadro efectivo do 1º de Agosto desenvolver trabalhos junto da Confederação Angolana de Futebol, enquanto instrutor e inspector do Grupo Técnico de Estudo do órgão reitor do futebol no continente africano e cuja recente experiência aconteceu por ocasião da disputa do Campeonato Africano das Nações (CAN), que se disputou no Egipto.

Caso se confirme, o treinador passa a ter a supervisão das selecções nacionais da formação e ainda a coordenação de todos responsáveis técnicos da Federação, com mais realce para o seleccionador dos Palancas Negras, na procura de uniformizar padrões e objectivos, apresentar soluções e sugerir caminhos que conduzam ao desenvolvimento do futebol angolano.

O treinador manifestou-se, recentemente, em declarações prestadas ao nosso JD, que ficou extremamente satisfeito com a presença de 15 instrutores da CAF, que trabalharam  na Taça das Nações. Apesar de que não ser o único angolano no grupo seleccionado pela CAF, Miller disse que ficou satisfeito por ser a opção dentre 21 candidatos.

“Éramos 21 técnicos e foram escolhidos nove, que completaram um grupo de 15 instrutores. Nesta perspectiva, sinto-me satisfeito, porque foi um trabalho que de alguma forma veio a enriquecer e a dignificar o nome de Angola, por reconhecerem as valências e competências num técnico Angolano, que está a desempenhar e desenvolver trabalho desde 2015, na CAF, como instrutor e agora enquanto membro do TSG, que é o grupo técnico de estudos”, esclareceu, na altura, o treinador.

O presidente da FAF, Artur Almeida e Silva, assegurou ontem, em declarações à Rádio Cinco, que vai ser anunciado nos próximos dias o novo director técnico nacional, que garante vir a ser a figura esperada para ajudar no trabalho de reorganização das selecções nacionais.

Confrontado com a informação, Miller Gomes não desmentiu, mas também não confirmou, limitou-se a referir que era “uma grande honra, prazer e sentido de responsabilidade exercer uma função tão relevante para toda a actividade do futebol no seio da Federação

Continue Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Colunistas

Ana Margoso
Ana Margoso (14)

Jornalista

António Sacuvaia
António Sacuvaia (281)

Editor

Diavita Alexandre Jorge
Diavita Alexandre Jorge (12)

Politologo

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (16)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (17)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (68)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (11)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação