Connect with us

Mundo

Militares russos se preparam para evacuar população de Kherson

Published

on

A Rússia está a preparar todas as condições para evacuar a população de Kherson, uma cidade no sul da Ucrânia onde suas tropas estão enfrentando uma situação particularmente “tensa” diante da contraofensiva de Kiev, que denunciou os muitos ataques que voltaram a atingir na terça-feira sua infraestrutura energética.

O general russo Sergei Surovikin, encarregado das operações na Ucrânia por dez dias, disse em Rossiya 24 que o exército russo “garantiria acima de tudo a evacuação segura da população” de Kherson, sem mais indicações.

Capital da região homônima ocupada pela Rússia desde a primavera e anexada em setembro, esta cidade é atualmente alvo de ataques ucranianos em sua “infraestrutura social, econômica e industrial”, observou.

Segundo ele, isso leva a interrupções no fornecimento de eletricidade, água e alimentos, representando, assim, uma “ameaça direta à vida dos habitantes” e, portanto, a necessidade de evacuá-la.

“Outras ações relativas à cidade de Kherson dependerão da situação militar”, continuou ele, acrescentando que sem maiores detalhes “não excluem decisões muito difíceis”.

Por sua vez, o líder instalado na região de Kherson por Moscou, Vladimir Saldo, anunciou uma evacuação para a margem esquerda do rio Dnieper da população de várias localidades para permitir que o exército russo instalasse “construções defensivas em larga escala” diante de uma “vasta contraofensiva” preparada pelas forças ucranianas.

O exército russo, que invadiu a Ucrânia em 24 de fevereiro, está sendo desafiado por todos os lados.

Se for “muito difícil” em Kherson, “a situação na área da operação militar especial pode ser descrita como tensa. O inimigo não desiste de suas tentativas de atacar as posições das tropas russas”, disse o general. “O regime ucraniano está tentando romper nossa defesa” reunindo “todas as suas reservas” para a contraofensiva no sul e no leste.

A Rússia não perdeu sua mordida desde que bombardeou novamente na terça-feira “o comando militar e os sistemas de energia da Ucrânia”, anunciou o Ministério da Defesa russo, garantindo que “todos os alvos tinham sido atingidos” graças à precisão não identificada e armas de longo alcance.

 

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *