Connect with us

Angola que dá certo

Merenda estimula adesão às aulas em Cambundi-Catembo

Published

on

A administradora municipal de Cambundi-Catembo, Fátima Paulo, garantiu nesta quarta-feira, que a distribuição de merenda escolar pelo Grupo Carrinho, desde Janeiro de 2021, está a contribuir na redução considerável do número de desistência de alunos do ensino primário, naquela circunscrição.

O projecto é uma iniciativa do governo angolano em parceria com o referido grupo empresarial e beneficia 21 mil e 200 alunos de 32 municípios do país, abarcando, nesta fase piloto, as províncias de Malanje, Huambo, Benguela, Huíla, Cuanza Norte, Cuanza Sul, Uíge, Bengo, Bié e Namibe.

Em Malanje, foi seleccionado o município de Cambundi-Catembo, a 185 quilómetros da cidade de Malanje, onde quatro mil e 400 crianças de seis escolas recebem, de segunda a sexta-feira, merenda escola à base de produtos nacionais.

Fátima Paulo que não precisou o número de matriculados, disse que contrariamente aos anos anteriores em que o número de abandono escolar era “dramático”, actualmente os alunos estão mais estimulados a frequentar as aulas com a garantia da merenda, o que tem servido também de “chamariz” para novas matrículas.

Para além de travar a desistência, o projecto tem contribuído para melhoria da nutrição dos alunos, visto que grande parte dos discentes são de famílias em situação de vulnerabilidade.

Fez saber que dada a gratuitidade da iniciativa, os valores do Programa de Combate à Pobreza que seriam alocados para merenda nestas zonas já “cobertas” pelo Grupo Carrinho, tem servido para atender outras escolas de localidades mais longínquas da sede municipal.

A responsável augurou que o programa se expanda, com vista a beneficiar mais alunos de Cambundi-Catembo e de outros municípios da província.

O mesmo desejo foi expresso pelo director municipal da educação de Cambundi-Catembo, Domingos Manuel, que destacou o nível de aproveitamento dos alunos neste ano lectivo, fruto da distribuição de merenda, que tem contribuído para o aumento da proactividade dos menores e redução do absentismo.

Com Angop