Connect with us

Economia

Mercado do Kilamba vai gerar mais de três mil postos de trabalho

Published

on

A construção da infra-estrutura do novo Mercado do Kilamba vai gerar 3.070 novos postos de trabalho directos e 1500 indirectos, até 2024, revelou nesta segunda-feira, 10, o administrador da empresa de construção da obra, Sel Estrutura Lages, Alfredo Kaputu.

Segundo o responsável, o Mercado do Kilamba, que está a ser construído desde 04 de Abril do ano passado, vai representar um benefício para os moradores e arredores, com a estimativa de gerar um total de 2019 postos comerciais.

“O que se pretende também é investir no capital humano a fim de se ter um funcionamento à altura da grandiosidade da infra-estrutura, tornando as equipas de trabalho humanizadas e dinámicas”, realçou.

Com uma extensão de 6.9 hectares, a mesma estará dividida em quatro sectores e vai comportar três pisos integrado por lojas, armazéns, tendas, parque infantil, bancadas, quiosques, parques de estacionamentos, câmaras frigoríficas, zonas verdes, dentre outros espaços.

O primeiro sector vai comportar 46 lojas, o segundo 76, lojas (12 metros), 54 (10 metros) e 150 quiosques (com praça de alimentação com capacidade de albergar mil e duzentas pessoas).

O terceiro, respectivamente, com 45 lojas (15 metros), 1568 bancadas e 38 tendas. O último sector terá 21 armazéns (500 metros).

Explicou que o objectivo da mesma é alargar os serviços económicos no local bem como a dinâmica de negócios com um conjunto de inovações tecnológicas e agregar as diferentes classes comerciais.

A ser construído numa área de fácil e maior fluxo de pessoas, referiu que esta é uma oportunidade para os empreendedores que desejam expandir e potencializar a sua actividade econômica.

Para este, o mercado se distingue dos demais centros comerciais no país, pela inclusão de tecnologias que facilitarão a gestão de vendas das empresas, trazendo maior agilidade de processos assim como maior destaque de negócios. em termos de visibilidade.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *