Connect with us

Recent

Menor morre afogado no rio Cunene

Published

on

A informação foi hoje, quinta-feira, prestada à Angop, pelo porta-voz do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros da Huíla, Inocêncio Hungulo, tendo salientado que o menor, com mais três colegas, ao subir numa canoa desiquilibou-se e caiu no rio.

Casos de afogamentos no rio Cunene são comuns, por ser a fonte mais utilizada para acarretar água, lavar a roupa e pescar, tendo como principais vítimas idosos e crianças. Este é o sexto caso, dos quais quatro foram crianças, registados este ano.

Já em Malanje, três pessoas morreram e 7 ficaram feridas, em consequências de 6 acidentes de viação ocorridos durante o período de 14 a 21 deste mês.

Durante os últimos 7 dias a Polícia Nacional tomou conhecimento de 36 crimes de natureza diversas, dos quais 27 foram esclarecidos e deteve 26 cidadãos como presumíveis autores, nos municípios de Malanje, Cacuso, Calandula, Mucari e Cambundi-Catembo.

Ao passo que na província da Lunda Sul, três supostos grupos de marginais que praticavam diversos crimes de natureza diversa, foram apresentados hoje, quinta-feira, em Saurimo, pelos Serviços de Investigação Criminal (SIC).

Os supostos criminosos estão implicados nos crimes de assalto a mão armada na via pública, residências de particulares, estabelecimentos comerciais, roubo e furto por meio de troca de multicaixas.

Em conferência de imprensa, o chefe do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa dos Serviços de Investigação Criminal (SIC), António Sacuaia, disse que os grupos denominados “90 catana dos ossos”, “de La Viegas” e “balanceagas”, compostos por 28 cidadãos nacionais, dos quais 16 encontram-se já sob controlo da justiça e outros foragidos.

Ainda nos últimos sete dias, vinte e nove crimes de natureza diversa, que resultaram na detenção de 22 cidadãos, acusados de praticarem delitos, foram registados, pelo comando provincial do Cuanza Norte da Policia Nacional, menos dois, em relação a semana anterior, indica uma nota da corporação entregue à Angop, em Ndalatando.

Durante o período em análise foram registados sete crimes de furtos, cinco ofensas corporais voluntarias simples, o mesmo número de tráfico e uso de estupefacientes, quatro roubos, dois casos cada de tentativa de violação e violação, enquanto desobediência, burla por defraudação, danos materiais e abandono de infante registaram um caso cada.

No período de 14 a 21 deste mês, três ocorrências traduzidas em um incêndio de pequena proporção, um acidente de viação e igual número de invasão de abelhas em residências, foram registadas pelo Serviço de Protecção Civil e Bombeiros (SPCB) na província do Zaire.

Segundo um informe semanal deste órgão, enviado à Angop, em Mbanza Kongo, verificou-se um aumento de duas ocorrências na semana em balanço face a anterior.