Connect with us

Sociedade

Médicos Angolanos encorajam investimentos na saúde

Published

on

Centenas de médicos saíram ontem, sábado (30), às ruas da cidade capital (Luanda) para encorajar os investimentos que o governo tem vindo a fazer nas infraestruturas, mas precisamente os hospitais bem como na melhoria das condições sociais dos profissionais da saúde.

Acompanhados por enfermeiros e outros profissionais do sector, os médicos angolanos manifestam-se satisfeitos com os hospitais ganhos neste mandato de João Lourenço, e acreditam que o recrutamento de mais médicos como anunciou a ministra da Saúde Silvia Lutucuta poderá representar um salto qualitativo para a saúde pública.

Segundo médicos presentes na marcha, com os investimentos feitos na construção e reabilitação de unidades hospitalares em cerca de 4 anos consecutivos, bem como o apetrachamento destes com equipamentos de ponta deixa de ser necessário recorrer ao exterior para cuidar da saúde.

A ministra da Saúde, Silvia Lutucita, que se fez presente na marcha, recordou o facto de se terem recrutado nos últimos anos mais vinte e seis mil médicos e enfermeiros em todo o território nacional, e anunciou para breve, o recrutamento de mais profissionais da saúde bem como a continuo trabalho para a melhoria das condições sociais dos profissionais.

Além do recrutamento e da melhoria de condições sociais, Silvia Lutucuta, anunciou igualmente a aposta na especialização dos médicos, formações essas que serão feitas no País, com concurso dos melhores especialistas nacionais e estrangeiros. A ministra diz ainda que depois da construção e reabilitação de unidades de saúde, a aquisição de equipamento de ponta, é necessário colocar as atenções na especialização, na melhoria dos processos de trabalho, de modo a que se possa tirar das infraestruturas erguidas o seu máximo. “Nós próximos meses, vamos iniciar a formação especialização em várias áreas de modo a puderemos responder às exigências dos hospitais que construímos”, disse, Silvia Lutucuta.

A marcha terminou com palavras de ordem dos médicos para mais união da classe.

O País ganhou neste mandato do Presidente João Lourenço hospitais de referência um por todas as proviniciais, último dos quais em Cabinda, que beneficiou de um Hospital Geral. Bié, Lunda-Norte, Luanda, Moxico também ganharam hospitais à dimensão dos melhores que se conhece.