Connect with us

Sociedade

Médicos angolanos falam do Dia Mundial da Pneumonia

Published

on

Hoje, assinala-se o Dia Mundial da Pneumonia, uma data proposta pela Organização Mundial de Saúde (OMS), em 2009, com o objetivo de consciencializar as pessoas sobre a importância da prevenção da doença, que continua sendo a principal causa de morte de crianças com até 5 anos de idade.

A informação está registada no site da referida organização, que aponta a pneumonia como uma das principais causas de morte de mais de 2000 crianças diariamente no mundo; as mais vulneráveis ​​vivem em comunidades rurais e pobres. As mais de 880.000 mortes de crianças ocorridas em 2017, sublinham a necessidade de melhorar o acesso equitativo a cuidados, diagnósticos.

A médica do Hospital Geral de Luanda, Eunice Nascimento, que falava ao Correio da Kianda, a propósito do Dia Mundial da Pneumonia, assinalado hoje, disse que devido à pandemia da Covid-19, os pacientes com esta patologia  devem ser submetidos ao teste do novo coronavírus, para se apurar as reais causas da doença.

Actualmente, encontram-se internados no Hospital Geral de Luanda nove pacientes com pneumonia, sendo seis na pediatria e quatro na ala dos adultos que apresentam, até ao momento, um quadro clínico estável.  A directora clínica informou que no hospital morrem, semanalmente, duas pessoas por pneumonia.

Já o Complexo Hospitalar de Doenças Cardio-pulmonares Dom Alexandre do Nascimento, vulgo “Sanatório”, atende em média, três a quatro pacientes com pneumonia que são submetidos a testes de Covid-19, para se despistar da doença que também pode causar uma deficiência respiratória grave. O director clínico do Hospital Sanatório de Luanda, Damião Victorino, disse que desde o início da pandemia a unidade sanitária registou três casos de pneumonia causada pela Covid-19, mas lembrou que os pacientes foram devidamente medicados e curados.

Colunistas