Conecte-se agora

Mundo

Matou a mulher num cruzeiro. A razão? Não parava de se rir dele

Redação

Publicados

on

Um homem matou a sua mulher num cruzeiro no Alaska porque esta, contou o homem depois a um amigo, se ria dele, confirmou o FBI. Conforme refere o jornal Metro britâncio, Kenneth Manzanares, de Santa Clara, Utah, foi acusado de homicídio depois de ter sido encontrado as mãos e roupas cobertas de sangue no cruzeiro ‘Princess Cruises’, na noite da terça-feira passada.

Depois de ter cometido o crime, o homem, de 39 anos, tentou arrastar o corpo da mulher, Kristy, e colocá-lo na varanda, mas foi impedido por um outro homem.

Kenneth Manzanares foi algemado por um segurança do navio até à chegada do FBI. Manzanares teve a sua primeira apresentação no tribunal esta quinta-feira, por teleconferência desde a capital do Alaska, onde está detido.

O crime obrigou a que o navio tivesse de ser desviado para Juneau e que outros passageiros tivessem de ficar a bordo durante horas, com o FBI a liderar a investigação dado que o crime ocorreu em águas norte-americanas.

A Princess Cruises, com sede na Califórnia, vai recompensar os passageiros com 150 dólares (cerca de 127 euros) pelo incómodo causado nas suas férias.

Continue Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Publicidade

Colunistas

Ana Margoso
Ana Margoso (14)

Jornalista

António Sacuvaia
António Sacuvaia (220)

Editor

Diavita Alexandre Jorge
Diavita Alexandre Jorge (12)

Politologo

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (12)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (12)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (57)

Jornalista

Victor Hugo Mendes
Victor Hugo Mendes (9)

Jornalista e Escritor

Walter Ferreira
Walter Ferreira (4)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação

© 2016 - 2018 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD