Connect with us

Sociedade

Maternidade do Uíge regista mais de 500 casos de aborto em três meses

Published

on

A Maternidade Municipal do Uíge registou de Janeiro a Março do ano em curso cerca de 510 casos de abortos, destes, 501 são considerados espontâneos e nove provocados confirmados.

A informação foi prestada pela Directora da Maternidade Municipal do Uíge, Fernanda Ngunga, tendo adiantado que os números são dramáticos e convidam a um trabalho árduo e aturado com a franja das mulheres entre os 18 e 25 anos de idade.

Segundo Fernanda Ngunga, observou-se um ligeiro aumento na ordem de dez casos em relação ao igual período do ano passado em que tinham sido notificados 500 abortos.

Esclareceu que tecnicamente muitos dos abortos dados como espontâneos também apresentam indiciações de manipulação por parte das gestantes já a partir de casa.

O recurso ao tratamento caseiro com o consumo de vários produtos tradicionais em detrimento da consulta pré-natal, aparecem entre as causas de alguns abortos espontâneos.