Connect with us

Politica

MAT prevê registar mais de 12 milhões de cidadãos para as eleições de 2022

Published

on

Entraram em funcionamento a partir desta quinta-feira, 23, cerca de 84 balcões, dos 596 balcões do Balcão Único de Atendimento ao Público (BUAP), prevendo-se que, até Novembro, estejam todos a funcionar na plenitude, cuja entrada em funcionamento deverá observar o cumprimento de um calendário específico que compreende três fases.

A abertura formal do processo de registo eleitoral oficioso em todo o país, teve lugar no município de Cacuaco, em Luanda, num acto presidido pelo ministro da Administração do Território, Marcy Lopes.

Segundo o Ministério da Administração do Território (MAT), que conduz o processo, prevê registar, em todo o país, 12 milhões de cidadãos para as eleições do próximo ano, dos quais 450 mil cidadãos angolanos na diáspora, nomeadamente 57 países e 77 missões diplomáticas. Durante o processo, prevê-se, igualmente, a actualização de dados eleitorais de dois milhões de cidadãos.

Prevê-se, para Janeiro, o início do registo eleitoral dos cidadãos angolanos residentes no exterior do país, sendo que este processo deverá perdurar até 31 de Março.

O ministro da Administração do Território revelou, recentemente, durante um encontro com jornalistas e fazedores de opinião, que as despesas com o registo eleitoral oficioso serão de, aproximadamente, 120 mil milhões de kwanzas. Marcy Lopes esclareceu que o orçamento, plasmado em Diário da República, estava, anteriormente, avaliado em 74 mil milhões de kwanzas, mas com a depreciação cambial, houve a necessidade de se fazer um ajuste que resultou nos 120 mil milhões.

O registo eleitoral oficioso no estrangeiro acontece apenas no próximo ano. Marcy Lopes realçou que o processo na diáspora vai permitir às missões diplomáticas e consulares fazerem melhor controlo consular dos cidadãos residentes no exterior, através da inscrição consular. Admitiu que um dos problemas dos angolanos na diáspora é não efectuarem a inscrição consular.

Colunistas