Connect with us

Politica

MASFAMU forma activistas sociais para dinamizar centros de acção social integrado

Published

on

Mais de 500 activistas sociais das 18 províncias foram formados em 2020, pelo Ministério da Acção Social, Família e Promoção da Mulher (MASFAMU), no âmbito da operacionalização da Municipalização da acção social, com vista a dinamização do funcionamento dos centros de acção social Integrado (CASI).

Segundo a chefe de departamento de acompanhamento às transferências sociais e integração produtiva do MASFAMU, Margarida Leite, a formação visou capacitar os técnicos locais com ferramentas essenciais para acudir as populações em situação de vulnerabilidade ou de risco e poderem encaminhar para as devidas respostas sociais.

Margarida Leite revelou, igualmente, que o programa de formação inclui as componentes da municipalização da acção social e da inclusão produtiva das famílias e pretende, por outro lado, assegurar o conhecimento e domínio da metodologia da MAS por parte dos técnicos municipais, visando garantir a eficácia no apoio e protecção às populações mais vulneráveis, no quadro do Projecto de Fortalecimento da Protecção Social denominado por “Kwenda” cujo pilar principal são as Transferências Sociais Monetárias, agora em fase de expansão para todos os Municípios do país.

A municipalização da acção social é a metodologia em curso no sector da acção social, que visa a aproximação dos serviços de acção social junto das populações, especialmente as mais vulneráveis, com acções concretas de prevenção do risco social, protecção e promoção cidadãos, a ser executadas através dos CASI.