Connect with us

Sociedade

Malanje: pastor da IURD acusado de roubar equipamentos do templo para vender à Igreja Bom Deus

Published

on

Dois cidadãos, com idades compreendidas entre os 20 e 27 anos, foram detidos, nesta terça-feira, 29, em Malanje, por terem sido indiciados na prática dos crimes de desobediência, concorrido com rompimento de selo e furto doméstico de duas unidades de potências e uma mesa misturadora de som, de um dos templos da Igreja Universal naquela província, vandalizado recentemente.

Uma nota do Serviço Nacional de Investigação Criminal, enviada na tarde de ontem à redacção do Correio da Kianda, explica que após a denúncia da vandalização por supostos marginais desconhecidos, no domingo, dia 27, o SIC naquela província despoletou um processo investigativo, fruto de um trabalho de inteligência criminal, tendo sido possível deter o autor e o comprador, bem como a recuperação dos meios.

Acrescenta a nota enviada a este jornal que, submetidos os supostos criminosos a entrevista interrogatória, o pastor da  Igreja Universal do Reino de Deus confessou ter cometido os crimes acima citados, pelos quais vem acusado, e aclarou que reside em um dos anexos da igreja onde terá furtado uma das unidades de potência no mês de Novembro, que comercializou por 85 mil kwanzas, ao filho do pastor da Igreja Bom Deus. Enquanto que uma outra unidade de som e a mesa misturadora do mesmo templo, foram furtados no dia 24 do mês em curso.

O SIC avança ainda que o pastor, agora detido, assim como o comprador, serão apresentados ao Ministério Público para prossecução dos autos

Para além da província de Malanje, os casos de vandalização ocorreram também, na semana finda, na catedral do Morro Bento, distrito urbano da Samba, município de Luanda. Tratam-se de imóveis que ainda se encontram apreendidos pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

Por: Dumbo António