Connect with us

Sociedade

Mais dois cidadãos envolvidos na morte da Jornalista da TPA detidos pelo SIC

Published

on

A informação foi avançada pelo oficial da policia, Comissário José Sebastião, durante a apresentação do balanço da Operação relampago, realizada nos dias 21 e 22 de junho.

A operação, que teve como um dos objectivos principais reduzir a criminalidade, resgatar o sentimento de insegurança das populações, e repor a estabilidade da situação de segurança pública no País, foi realizada em 12 provincias, nomeadamente Luanda, Benguela Huila, Huambo, Bié, Bengo, Cuanzas Nortes e Sul, Uíge, Zaire, e Cabinda.

Durante a operação, várias detencões foram feitas, com factos mais relevantes como a detenção de mais dois cidadãos supostamente envolvidos na morte da Jornalista da TPA, Beatriz Fernades, e Jomance Muxito. Os detalhes das circunstâncias das suas detenções foram explicados.

“Durante este tempo a policia esteve a desenvolver um serviço de investigação criminal e um conjunto de ações que permitiram a detenção destes cidadãos, em termos de sequência investigativa, estes cidãos estavam identificados e o que faltava era a sua efetiva localização. Disse!

De recordar que a 9 de março, a policia terá apresentado um suposto cidadão conhecido por Guelor Qilumbo, de 34 anos de idade, da Republica Democrática do Congo, e de um outro elemento cuja identidade não foi revelada, ambos faziam parte de um grupo que é ainda acusado de roubos qualificados, alguns dos quais culminavam em homicídios voluntários por disparos com arma de fogo, como o caso de Beatriz Fernandes e Jomance Muxito.

O crime de rapto é um dos vários assuntos questionado pelos Jornalistas presente na sala da Unidade operativa da policia , onde decorreu a conferência de imprensa, onde a questão foi mais incisiva sobre os sequestros dos cidaãos de nacionalidade chinêsa, que nos últimos meses muitos dos mesmos foram vítimas de de sequestros em Luanda, e que dada a sua gravidade , levou o embaixador chinês em Angola ter feito um apelo para que a polícia pudesse pôr termo a esses raptos, e hoje em conferência de imprensa, o Comissário José Sebastião respondeu nos seguintes moldes:

Os sequestros relampagos é uma tipicidade nova no nosso país, e que tem estado a visar particularmente estrangeiros, particularmente chineses, esses crimes muitas das vezes ocorrem por desavenças dos proprios cidadãos chineses, alguns deles estão metidos neste tipo de situações e também tem havido alguns cidadãos Angolanos que têm estado a sequestrar ou raptar cidadãos estrangeiros pedindo resgate, mas para dizer que nós estamos a tratar com muito cuidado esta situação. Concluiu!

A polícia apresentou ainda três cidadãos nacionais, que sob pretexto de exercício de táxi roubavam passageiros, nas zonas da via expresso, municipio de Talatona.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *