Connect with us

Politica

Mais de quarenta milhões de congoleses vão eleger o futuro presidente da RDC

Published

on

As forças vivas da República Democrática do Congo estão empenhadas para que as eleições desta quarta-feira, 20, decorram num ambiente de tolerância e paz. A afirmação é do líder da Igreja Panafricana da RDC.

O mesmo sentido é da Comissão Eleitoral Nacional Independente que apela aos eleitores, sobretudo os partidos políticos concorrentes, a manterem a calma e a respeitar as normas eleitorais.

Segundo fez saber a porta-voz do órgão eleitoral, todos os presidentes das assembleias de votos devem contar os votos no final da votação, na presença de todos delegados dos partidos, dos observadores, e fixar os resultados provisórios na referida Assembleia Eleitoral, com vista garantir a transparência.

Dentre os candidatos à presidência da RDC os nomes mais sonantes à corrida são de Martin Fayulu, Moisé Katumbi e de Félix Tshisekedi, entretanto, alguns conservadores pensam que os dois primeiros nomes não oferecem confiança por alegadamente terem duplas nacionalidades, decorrentes dos seus progenitores (europeus).

O processo eleitoral de hoje na RDC conta com observadores nacionais, da União Africana e da UE.

Acompanhe a cobertura completa das eleições na RDC, na Rádio Correio da Kianda, em 103.7 FM para Luanda, e no portal www.correiokianda.info.

Por Queirós Chilúvia, directo da República Democrática do Congo

Congoleses divididos entre mudança e continuidade

Jornalista multimédia com quase 15 anos de carreira, como repórter, locutor e editor, tratando matérias de índole socioeconómico, cultural e político é o único jornalista angolano eleito entre os 100 “Heróis da Informação” do mundo, pela organização Repórteres Sem Fronteira. Licenciado em Direito, na especialidade Jurídico-Forense, foi ainda editor-chefe e Director Geral da Rádio Despertar.