Connect with us

Politica

Mais de dez mil famílias cadastradas no projecto KWENDA

Published

on

No âmbito do Programa de Fortalecimento de Protecção Social – KWENDA, o Fundo de Apoio Social (FAS) já efectuou o cadastramento de 10.324 agregados familiares no município do Cuito Cuanavale, província do Cuando Cubango.

O processo, que se encontra na recta final, conta com o envolvimento directo de 50 Agentes de Desenvolvimento Comunitário e Sanitário (ADECOS) sob supervisão directa de uma equipa composta por técnicos do FAS, Gabinete da Acção Social Família e Igualdade do Género e Administração Municipal.

O KWENDA tem quatro componentes, nomeadamente, as Transferências Sociais Monetárias, que visa atribuir a cada Agregado Familiar uma renda de 25.500 Kz por trimestre, a Inclusão Produtiva, que é o financiamento de iniciativas económicas viáveis, das famílias mais pobres e em situação de vulnerabilidade, a Municipalização da Acção Social, que prevê a criação de Centros de Acção Social Integrado (CASI), estando já em funcionamento três, nos municípios do Nzeto, Cacula e Cuito Cuanavale, nas províncias do Zaire, Huíla e Cuando Cubango, respectivamente, e o Reforço do Cadastro Social Único, plataforma que irá reunir os dados dos cidadãos em situação de vulnerabilidade para que possam beneficiar das iniciativas do Executivo.

Centro de Acção Social 

No âmbito do Programa de Fortalecimento da Protecção Social – KWENDA, foi inaugurado, no dia 24 de Novembro de 2020, no Município do Cuito Cuanavale, Província do Cuando Cubango, o primeiro Centro de Acção Social Integrado daquela província.

O acto foi presidido pelo Administrador Municipal Adjunto para o Sector Social e Político do Cuito Cuanavale, Augusto Rufino, em representação do Administrador Municipal, José Martins, e contou com as presenças do Chefe de Departamento Provincial do Fundo de Apoio Social (FAS), Zeferino Cavalo, Directores Municipais e população em geral.

A criação dos Centros de Acção Social Integrado (CASI) bem como o seu consequente funcionamento são a materialização da Municipalização da Acção Social, uma das 4 componentes do Programa a par da Inclusão Produtiva, que tem como objectivo financiar iniciativas económicas e produtivas viáveis das famílias mais pobres e em situação de vulnerabilidade, das Transferências Sociais Monetárias, que visam atribuir a cada agregado familiar uma renda de 25.500 Kz por trimestre, e do Reforço do Cadastro Social Único, plataforma que irá reunir os dados dos cidadãos em situação de vulnerabilidade para beneficiarem das iniciativas do Executivo.

O KWENDA é um programa do Executivo angolano que visa criar políticas de apoio às famílias mais vulneráveis e em situação de pobreza no país. Avaliado em 420 milhões USD, é financiado em 320 milhões USD pelo Banco Mundial, sendo os outros 100 milhões USD provenientes do Tesouro Nacional.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Colunistas