Connect with us

Mundo

Mais de 270 milhões de africanos estão subnutridos

Published

on

Cerca de 278 milhões de africanos estão subnutridos, o equivalente a 20,2% da população africana, segundo dados publicados em Abril no relatório da África regional, informou esta sexta-feira, 26, a comissária para a Agricultura, Desenvolvimento Rural, Economia Azul e Ambiente Sustentável da União Africana (UA).

Josefa Sacko teceu tais declarações ao falar sobre os “Desafios da Segurança Alimentar e Alterações Climáticas no Continente”, no segundo dia do I Fórum da Mulher para Paz e Democracia.

“Este continente tem 60% de terras aráveis não cultivadas, recursos hídricos importantes, bem como um potencial em capital humano, tendo em conta que a sua população é maioritariamente jovem. É preciso investir positivamente”, ressaltou, destacando que a questão da segurança alimentar e ambiental deve estar em todas as mesas de discussão.

O continente, segundo a representante da UA, possui todo ecossistema para auto alimentar-se, bem como alimentar o mundo, sem necessidade de estar em um estado de insegurança alimentar.

Para Josefa Sacko, tal situação tem a ver com a falta de cumprimento dos programas da União Africana para a segurança alimentar por parte dos governos dos estados membros, bem como o não financiamento dos parceiros para a materialização dos mesmos.

“A situação climatérica associada à insegurança alimentar tende a piorar, devido às ondas de calor mais frequentes e intensas, mais secas, inundações, tempestades e incêndios florestais. Neste quadro que se avizinha é necessário que os estados africanos implementem programas com vista a atenuar as consequências”, apelou a também agrónoma e economista angolana.

Colunistas