Connect with us

Economia

Mais de 200 empresas participam na Feira Internacional de Benguela

Published

on

Está aberta a décima primeira Feira Internacional de Benguela (FIB), desde esta quarta-feira, 25 de maio, no Estádio Nacional de Ombaka, cujo acto de abertura foi presidido pelo Ministro de Estado para a Coordenação Económica, Manuel Nunes Júnior. O governante disse com a reabertura deste evento, o Executivo tem em vista o relançamento do crescimento económico e ao aumento do número de empregos.

Enquadrado nas festividade dos 405 anos da cidade de Benguela, assinalado no passado dia 17 do corrente mês, a FIB é um evento de exposição de produtos diversos desde nacionais e internacionais e de criação de oportunidades de negócios.

Com a participação de  224 empresas entre nacionais e estrangeiras, a feira expõe uma diversidade de serviços e produtos, que vão desde Seguros, banca, transportes, material agrícola às tecnologias, onde estão também representadas 10 administrações municipais daquela província. A Feira Internacional de Benguela estará aberta ao público durante quatro dias com muitos atrativos para os visitantes.

O Governador de Benguela, Luís Nunes, apelou aos expositores a tirarem bom proveito do evento por se encontrar diante de um ano de desafios e da retoma da economia do País.

Por sua vez, o Ministro de Estado da Coordenação Económica, Manuel Nunes Junior, mostrou-se honrado por fazer parte da FIB e louvou o sentido abnegado do Governo de Benguela em desenvolver a Província de Benguela em todos os domínios.

Manuel Nunes Júnior considerou que, com a estabilidade macroeconómica o Executivo Angolano tem focado a sua acção governativa na revitalização da base produtiva do País, com vista ao relançamento do crescimento económico e ao aumento do número de empregos.

O Governante referiu ainda que, está a nascer um novo paradigma assente na economia não petrolífera e puxado pelo sector privado com objectivo de alterar definitivamente a estrutura económica de Angola, que ainda é muito dependente do petróleo.

O Ministro de Estado salientou que a Feira Internacional de Benguela é uma amostra daquilo que o Executivo Angolano persegue, com programas como de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituições de Importações, o PRODESI, o Programa de Privatizações, o de Aceleração da Agricultura e Pescas Familiar, o da Reconversão da Economia Informal (PREI) e o Plano de Acção para a Promoção da Empregabilidade (PAPE), entre outros.

Apelou aos expositores a aproveitarem ao máximo o certame que tem cariz de dimensão internacional que procura promover parcerias bem sucedidas capazes de gerar o aumento da competividade da produção nacional e a criação de parcerias de classe mundial.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas