Connect with us

Politica

Mais de 200 bens e activos recuperados e apreendidos pela PGR

Published

on

O Serviço Nacional de Recuperação de Activos, afecto a Procuradoria-Geral da República (PGR) actualizou, recentemente, a lista de bens e activos recuperados e apreendidos, a favor do Estado angolano, estando os números situados em mais de 200.

Tratam-se de habitações em condomínios, edifícios e urbanizações, localizados em Angola, Brasil e Portugal, além de hotéis, diversos estabelecimentos comerciais, minas de exploração de diamantes, terminais portuários, fábricas e fazendas, que consta da extensa lista de bens e activos que foram recuperados desde 2019 e que totalizam 219.

Os bens foram recuperados no âmbito do programa de combate a corrupção e branqueamento de capitais e estão avaliados em 19 mil milhões de dólares, distribuídos em sete mil milhões correspondentes a bens recuperados e 12 mil milhões em apreendidos ou arrestados.

Para o jurista José Carlos Rodrigues a actualização desta lista, por parte do Serviço Nacional de Recuperação de Activos representa um exercício de transparência pelo trabalho que tem sido desenvolvido no âmbito do programa de combate à corrupção.

Alguns dos bens apreendidos, de acordo com o jurista, que falava esta terça-feira à rádio pública, foram apreendidos entre 2018 e 2019 e por isso defende celeridade na sua tramitação dos processos, de modo a evitar dúvidas sobre o destino dado aos bens.

Outro receio demostrado por José Carlos Rodrigues é o risco de deterioração desses bens e perigar também o interesse público do Estado.