Connect with us

Mundo

Mais de 20 mil pessoas fogem da violência entre comunidades rivais na RDCongo

Published

on

A violência entre duas comunidades rivais na região de Kasai, na República Democrática do Congo, obrigou à deslocação de 21.000 pessoas desde o final de Março, afirmou hoje o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR).

“Cerca de 21.000 congoleses – principalmente mulheres e crianças – foram deslocados desde 28 de Março, como resultado de confrontos entre os grupos étnicos luba e cuba, na localidade de Bakwakenge em Kasai”, no sul da República Democrática do Congo (RDCongo), na fronteira com Angola, segundo o porta-voz do ACNUR, Babar Baloch, através de um comunicado.

Em 29 de Março, 13 pessoas da comunidade kuba foram mortas à facada em confrontos com membros da comunidade rival luba. Muitas outras “foram feridas e 190 casas foram queimadas”, acrescentou.

As duas comunidades têm estado em conflito há décadas devido ao controlo e gestão de terras.

A região de Kasai foi assolada pela violência entre Setembro de 2016 e meados de 2017, durante uma insurreição de milicianos do líder habitual Kamuina Nsapu, que foi morto pelas forças de segurança em Agosto de 2016.

O conflito deixou 3.400 pessoas mortas, deslocou 1,4 milhões de pessoas na RDCongo e forçou 35.000 a procurar refúgio em Angola.

Por Lusa

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Colunistas