Connect with us

Mundo

Maior hospital de Gaza transformou-se num cemitério, diz OMS

Published

on

A Organização Mundial da Saúde afirmou esta sexta-feira, 11, que o hospital al-Shifa, o maior complexo de saúde de Gaza está completamente destruído e que uma missão descobriu que foram enterrados corpos em áreas abertas dentro instalações.

O cirurgião-chefe da OMS, Thanos Gargavanis, afirmou, em videoconferência a partir de Gaza e para jornalistas presentes em Genebra, Suíça, ter liderado, há alguns dias, uma equipa que visitou al-Shifa, no norte do enclave, e observou directamente a destruição total de infra-estruturas e equipamentos.

Segundo o médico da OMS, o hospital tem também “espaços abertos onde foram cavadas sepulturas, algumas com nomes, outras sem” e “há corpos abandonados, alguns cobertos com plástico, outros não”.

O cirurgião indicou que a OMS pretende organizar enterros dignos para as pessoas que morreram naquele hospital, colocando os seus restos mortais em sacos individuais e tentando identificá-los posteriormente através de testes de ADN, como forma de proporcionar conforto às famílias.