Connect with us

Mundo

Macron recusa pedido de demissão do primeiro-ministro francês

Published

on

O presidente da França, Emmanuel Macron, pediu ao primeiro-ministro do país, Gabriel Attal, que se mantenha no cargo “por enquanto”, para “garantir a estabilidade do país”.

Attal tinha pedido a demissão na sequência das eleições legislativas deste fim-de-semana, em que a coligação de Esquerda Nova Frente Popular saiu vencedora.

O Ensemble, agrupamento centrista e liberal encabeçado pelo Renascimento de Macron, ficou em segundo lugar, seguindo-se o União Nacional (UN).

Attal tinha afirmado, no domingo, que poderia permanecer no cargo “enquanto o dever o exigir”. França, recorde-se, está prestes a receber os Jogos Olímpicos, que arrancam no país a 26 de Julho.

O centro “está vivo e de boa saúde” graças à “determinação” dos seus representantes, sublinhou Attal, notando que o movimento Juntos que apoia terá “três vezes mais deputados do que as estimativas sugeridas no início desta campanha”.