Connect with us

Economia

Macro-economista diz que política monetária não afecta estrutura da economia

Published

on

O Director Adjunto da África Training Institute, Carlos Resende, disse nesta terça-feira em Luanda, que a política monetária adotada por um banco central não afecta a estrutura da economia do país. O macro-economista falava durante um seminário organizado pelo Ministério das Finanças e pelo Banco Nacional de Angola, sobre os desafios da operacionalização monetária em tempos de crise e fraco crescimento económico.

Carlos Resende entende que as novas premissas da economia provam que a política monetária adotada não é “forte o suficiente” para afectar a estrutura da economia, tendo apontado questões estruturais como sendo as mais imporantes que a politica monetária quando se pretende reverter às situações de baixo crescimento económico ou de crise.

O economista explica que a política monetária tem efeito sobre a inflação, mas não tão forte para o crescimento estrutural das economias, por esta razão, pode amortizar os ciclos económicos desfavoráveis.

Para o caso de Angola, acrescenta ainda, as reformas em curso económicas, como o regime cambial, bem como a autonomia do Banco central constituem o “caminho natural de um país que quer seguir os passos exitosos de outros países” que viveram a mesma experiência de crise económica que está a enfrentar.

Carlos Resende disse antever desenvolvimento favorável à economia do país, à medida que o BNA implementa reformas no sistema financeiro angolano. “O Banco central tem todas as condições técnicas para implementar o regime de meta de inflação e tenho a certeza que vai fazer de mandeira exitosa”, anteviu.

O regime de metas de inflação é importante para reduzir a inflação à medida da sua implementação pelo banco central. Em termos de benefícios, inflação mais baixo não é associado a um custo de crescimento mais baixo, com base na experiência internacional.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *