Connect with us

Angola que dá certo

Lunda Sul: Comunidade do Ngando ganha infra-estruturas sociais

Published

on

A comunidade do Ngando, que dista a 25 quilómetros da cidade de Saurimo, província da Lunda Sul, ganhou duas infra-estruturas sociais, reinauguradas depois de um período de reabilitação, pela Sociedade Mineira de Catoca e seus parceiros.

Tratam-se de uma escola primária e um Centro Médico, inaugurados nesta segunda-feira, 15 de Maio, a entrega de infra-estruturas sociais, à comunidade do Ngando, localizada a 25 quilómetros da cidade de Saurimo, Província da Lunda Sul.

As duas infraestruturas foram requalificadas e apetrechadas, com o objectivo de conferir melhores condições de vida à população daquela região da província.

A cerimónia de inauguração contou com a presença do Governador Provincial da Lunda Sul, Daniel Félix Neto, do Presidente do Conselho de Gerência da Sociedade Mineira de Catoca, Benedito Manuel e de representantes das autoridades religiosas e tradicionais.

A reinauguração destas infra-estruturas sociais marca mais um passo importante no conjunto de acções sociais realizadas pela empresa. Além da requalificação e apetrechamento da escola e do centro médico, foram construídas casas para os professores e médicos, equipadas com sistemas autónomos de abastecimento de água e energia solar, que estão a proporcionar condições condignas de habitação aos profissionais ali destacados.

O corte da fita da reinauguração coube ao Governador Provincial da Lunda Sul, Daniel Félix Neto, que elogiou o engajamento de Catoca na busca constante de soluções em prol da melhoria das condições de vida das populações.

“Que esta parceria entre o Governo e Catoca continue por muitos anos, para que possamos atender mais comunidades. É uma acção de grande relevância. A empresa está de parabéns,” manifestou o governador.

Por sua vez, o Director Geral de Catoca, Benedito Paulo Manuel, sublinhou que a empresa está profundamente comprometida com o desenvolvimento económico do País, de modo geral, e das comunidades circundantes a mina, de modo particular. Por isso, Catoca é incansável no desenvolvimento de acções e projectos sociais.

“Continuamos com as acções de assistência às comunidades e outras que geram desenvolvimento, como a construção e apetrechamento de infra-estruturas como o posto médico que queremos elevar a Centro, por formas a atender os habitantes das outras comunidades”, reforçou o Director Geral de Catoca.

A localidade de Ngando, que conta com cerca de 180 habitantes, tem beneficiado de várias acções de responsabilidade social de Catoca, desde o fornecimento de água potável, saúde, educação, para além de projectos virados à agricultura.

Esta acção de responsabilidade social de Catoca contou com a participação de empresas prestadoras de serviço, como a Hipermáquinas Angola, Nova Gest e Repa.

Colunistas