Connect with us

Politica

Lunda Norte: cidadãos percorrem mais de 100 km para adquirirem combustível

Published

on

Os cidadãos dos municípios de Xá-Muteba e Capenda Camulemba, na província da Lunda Norte, clamam por quase tudo, desde falta de energia eléctrica, água potável, vias de comunicação, escolas, até centros de saúde. Um outro sim, segundo os habitantes contactados pelo Correio da Kianda, dizem que para adquirirem combustível percorrem diariamente mais de 100 quilómetros desta região.

O município de Xá-Muteba, com mais de 300 mil habitantes, é que mais abastece os demais municípios, comunas e localidades adjacentes.

Os munícipes de Cuango e Capenda Camulemba contaram ao nosso jornal que para além de caminharem largos quilómetros para obterem a gasolina e gasóleo, um outro elemento é a morosidade nos postos de abastecimento em que, as vezes, ficam de três, a cinco dias para obterem este líquido.

O único posto de abastecimento que cobre quase os três municípios está localizado no centro do município de Xá-Muteba.

Os municípios de Xá-Muteba, Capenda Camulemba e do Cuango, não têm energia eléctrica, uma boa parte da iluminação que se verifica nestas municipalidades é fornecida através dos geradores, verificou ainda o Correio da Kianda.

Quanto ao abastecimento de água potável, os munícipes não consomem água tratada. O líquido precioso que consomem é retirado a partir das cacimbas, tanto quanto ao que se refere as estradas estão totalmente destruídas e esburacadas.

Os populares também relatam a questão do tráfego de combustível que tem se verificado, principalmente, nos municípios fronteiriços com a RDC.