Connect with us

Sociedade

Luanda com quase dez mil pessoas afectadas pelas chuvas

Published

on

Dados preliminares do levantamento feito pelo Centro de Coordenação Operacional da Comissão de Protecção Civil apontam para 2056 residências inundadas e um total de quase dez mil pessoas afectadas em Luanda, pelas chuvas que caem desde esta segunda-feira, 27, na capital angolana.

Entretanto, segundo avançou o Comandante Provincial Adjunto, em conferência de imprensa realizada a instantes pelo Governo Provincial, até o momento “não há registos de perdas humanas, nem feridos”.

Bravo Mendes avançou, igualmente, que um total de 92 vias estão intransitáveis na cidade capital, dificultando o trânsito, sendo que o município mais afectado até então pelas quase doze horas de chuvas, é o de Viana, seguido do Kilamba Kiaxi e, sequencialmente, o do Talatona.

“Agradecemos e apelamos a população a continuar a colaborar para exercer acções que minimizem esse impacto das chuvas na nossa sociedade”, solicitou o Comandante Provincial Adjunto, Bravo Mendes.

Por sua vez, o Vice-governador para o Sector Técnico e Infra-estruturas de Luanda destacou que “não é normal esse volume de chuva em Angola no mês de Novembro”, avançando que estão em curso trabalhos para o escoamento das águas.

“Temos muita água nas nossas vias, bacias de retenção cheias e milhares de residências inundadas. Estamos a trabalhar para logo termos tudo normalizado”, informou, Cristino Mário.

Formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, a profissional actua no mercado de comunicação há 18 anos. Iniciou a sua carreira em 2004, apresentando um programa de rádio e logo migrou para a comunicação digital, para a impressa e, posteriormente, a institucional. Tem vasta experiência como web journalist, criação e gestão de redes sociais, tendo participado dos projectos de desenvolvimento de diversos sites, blogs e redes sociais governamentais, privados e do terceiro sector. Reside em Luanda desde 2012, tendo trabalhado como jornalista no portal de notícias Rede Angola, como assessora de imprensa e directora de Comunicação e Operações nas Agências NC - Núcleo de Comunicação e F.O.T.Y, atendendo diversos clientes governamentais e privados. Actualmente trabalha como editora do portal Correio da Kianda.

Colunistas